Abertura Irregular

fevereiro 4, 2009

безымянная партия (bezimiánaia partiia – partida sem nome -, como está no livro Damas no Ano de 1956, publicação russa, mas que costumamos chamar de Abertura Irregular. As partidas apresentadas nesse livro são profusamente comentadas mas, a partir do momento em que não falo russo, apenas conheço o alfabeto cirílico, traduzir seria um trabalho insano.

Todo damista do meu tempo possuía algum livro ou revista de damas em russo. Não havia problema algum em reproduzir os lances porque eles eram anotados com os caracteres latinos. Existem convenções universais e uma delas é o fato de que qualquer partitura de música traz os movimentos em italiano – presto, allegro, maestoso, adagio, etc. -, quer seja editada em chinês, coreano ou grego.

Vamos acompanhar, então, P. Popov contra B. Rosenfeld:

1. c3-b4 b6-c5  2. g3-h4 f6-e5  3. h4-g5 h6:f4  4. e3:g5 g7-h6

O raciocínio agora é o plano das peças pretas para desenvolver seu lado esquerdo e, consequentemente, enfraquecer esse lado oposto do adversário.

5.  f2-e3 h6:f4  6. e3:g5 h8-g7  7. g5-h6 e5-f4  8. b2-c3 g7-f6
9. b4-a5 c5-b4  10. a3:c5 d6:b4  11. c3-d4 b4-a3  12. e1-f2 f6-g5
13. f4:h2 h6:f4  14. h6:f4 e7-f6  15. a1-b2 f8-g7
16. f2-g3! d8-e7  17. g3-h4 g7-h6  18. d4-c5 c7-b6?
19. a5:c7 b8:b4  20. b2-c3 e7-d6  21. c3:a5 f6-e5
22. d2-c3 e5:g3  23. h4:f2 h6-g5  24. f2-e3 g5-h4
25. e3-d4 h4-g3  26. d4-e5! d6:f4  27. c3-d4

 e as pretas abandonam.

Anúncios