Uma partida no sistema russo

junho 2, 2009
O nosso sistema de damas de 64 casas segue as regras internacionais para as damas de 100 casas e que difere do
sistema russo em dois pequenos ítens: primeiro – Na Rússia não existe a obrigatoriedade de se tomar o maior número
de peças. Assim, em 1. c3-b4 b6-c5  2. b2-c3 f6-g5 3. c3-d4 g5-h4  4. d4:b6, o russo prefere jogar 4. … a7:c5 e
não 4. … c7:c3. Já vi mais de um jogador perder uma partida em torneio por ter seguido uma partida vista em livros
russos. Lá, pelo meio da partida vem a troca decisiva, o russo faz a opção que lhe convém, aqui é obrigatório tomar
pela maior quantidade e a vaca vai pro brejo.
Pelas nossas regras é preciso que a peça pare na última linha para ser coroada dama. Se ela passa por essa linha
numa ação de múltiplas tomadas, continua como peça simples. Na Rússia há o que chamamos de dama voadora. Se a peça
vai à última linha numa ação de tomada ela já é coroada dama e pode capturar uma peça à distância em sua diagonal,
se for o caso.
A partida ora apresentada não tem valor técnico para nós já que nem os programas de computador aceitam reproduzir o
lance da dama voadora. Vale entretanto pela combinação que resultou no lance decisivo e pela curiosidade desse poder
de dama. O encontro deu-se entre o conceituado mestre Romanov, da Latvia, e o representante do Azerbaidjão,
candidato a mestre, Sharapov, jogando com as pretas. Fonte: Sharmati v SSSR (Xadrez na Rússia), março de 1960.
1. e3-d4 f6-g5  2. g3-h4 d6-c5  3. h4:f6 c5:e3  4. f2:d4 e7:g5
5. a3-b4 g5-h4  6. e1-f2 h6-g5  7. h2-g3 b6-a5
As pretas abrem mão do centro com vistas a fazer um cêrco mais à frente.
8. b4-c5 g7-h6  9. b2-a3 f8-e7  10. a3-b4 c7-b6?
Lance fraco, as pretas correm o risco de perder. Melhor seria 10. … cd6  11. de3 hg7  12. gf4 gf6!
11. d2-e3 d8-c7  12. g3-f4 c7-d6  13. c1-b2 b8-c7
Agora as brancas finalizam com uma refinada combinação.
14. f2-g3! h4:f2  15. f4-e5! d6:d2  16. c3:g3 a5:e5
17. g3-h4 b6:d4  18. h4:f2 e as pretas abandonam.
Os breves comentários entre os lances da partida são de autoria de Tsirik, que eu não tenho como saber se é o mesmo
Tsirik, autor do livro Finais de Damas (Shashki Endshipili).

O nosso sistema de damas de 64 casas segue as regras internacionais para as damas de 100 casas e que difere do sistema russo em dois pequenos ítens: primeiro – Na Rússia não existe a obrigatoriedade de se tomar o maior número de peças. Assim, em 1. c3-b4 b6-c5  2. b2-c3 f6-g5 3. c3-d4 g5-h4  4. d4:b6, o russo prefere jogar 4. … a7:c5 e não 4. … c7:c3. Já vi mais de um jogador perder uma partida em torneio por ter seguido uma partida vista em livros russos. Lá, pelo meio da partida vem a troca decisiva, o russo faz a opção que lhe convém, aqui é obrigatório tomar pela maior quantidade e a vaca vai pro brejo.

Pelas nossas regras é preciso que a peça pare na última linha para ser coroada dama. Se ela passa por essa linha numa ação de múltiplas tomadas, continua como peça simples. Na Rússia há o que chamamos de dama voadora. Se a peça vai à última linha numa ação de tomada ela já é coroada dama e pode capturar uma peça à distância em sua diagonal, se for o caso.

A partida ora apresentada não tem valor técnico para nós já que nem os programas de computador aceitam reproduzir o lance da dama voadora. Vale entretanto pela combinação que resultou no lance decisivo e pela curiosidade desse poder de dama. O encontro deu-se entre o conceituado mestre Romanov, da Latvia, e o representante do Azerbaidjão, candidato a mestre, Sharapov, jogando com as pretas.

Fonte: Sharmati v SSSR (Xadrez na Rússia), março de 1960.

1. e3-d4 f6-g5  2. g3-h4 d6-c5  3. h4:f6 c5:e3  4. f2:d4 e7:g5

5. a3-b4 g5-h4  6. e1-f2 h6-g5  7. h2-g3 b6-a5

As pretas abrem mão do centro com vistas a fazer um cerco mais à frente.

8. b4-c5 g7-h6  9. b2-a3 f8-e7  10. a3-b4 c7-b6?

Lance fraco, as pretas correm o risco de perder. Melhor seria 10. … cd6  11. de3 hg7  12. gf4 gf6!

11. d2-e3 d8-c7  12. g3-f4 c7-d6  13. c1-b2 b8-c7

Posição

Agora as brancas finalizam com uma refinada combinação

14. f2-g3! h4:f2  15. f4-e5! d6:d2  16. c3:g3 a5:e5

17. g3-h4 b6:d4  18. h4:f2 e as pretas abandonam.

Os breves comentários entre os lances da partida são de autoria de Tsirik, que eu não tenho como saber se é o mesmo Tsirik, autor do livro Finais de Damas (Shashki Endshipili).

Anúncios